Eletrotermofototerapia em Oncologia

Compartilhe nas suas redes sociais:

Pensar no uso eletrotermofototerapia em oncologia é uma necessidade do dia-a-dia do fisioterapeuta que atua com o paciente oncológico. O uso de correntes elétricas, diatermia, laser, ondas de choque, entre outros recursos, pode trazer muitos benefícios aos pacientes, desde que utilizados e indicados de maneira correta.

Até pouco tempo, os fisioterapeutas que trabalham com oncologia evitavam o uso da eletrotermofototerapia em pacientes oncológicos. Alguns por medo, outros por desconhecimento, outros por falta de evidências científicas. Entretanto estamos vivendo um momento no qual as evidências começaram a aparecer e a segurança clínica do uso desses recursos passou a ser discutida.

Complicações do tratamento oncológico, como linfedema, radiodermite, mucosite oral, neuropatia periférica, dores, trismo, xerostomia, disfagia, incontinência urinária, entre outras, podem ser minimizadas e/ou tratadas pelo fisioterapeuta com o uso da eletrotermofototerapia, com benefícios inclusive superiores ao tratamento sem o uso desses recursos.

Precisamos desmistificar o uso da eletrotermofototerapia, conhecendo seus princípios e mecanismos de ação, e pensando racionalmente sobre riscos x benefícios. Muitos benefícios estão sendo e serão cada vez mais alcançados com o uso desses recursos nos pacientes oncológicos. Entretanto, não podemos migrar de uma época na qual os recursos de eletrotermofototerapia eram contraindicados para uma época com total liberdade para a indicação. Tenho certeza de que nossos pacientes serão beneficiados, nossos tratamentos serão mais eficazes e a fisioterapia em oncologia ganhará cada vez mais espaço e credibilidade dentro da equipe interdisciplinar.

 

Profa Dra. Laura Ferreira de Rezende Franco
Fisioterapeuta Especialista em Fisioterapia Aplicada a Saúde da Mulher pela UNICAMP, Mestre e Doutora em Tocoginecologia pela UNICAMP e Pós-doutora pelo Departamento de Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia pela UNESP. Uma das autoras do livro ´Manual de Condutas e Práticas Fisioterapêuticas no Câncer de Mama da ABFO’. Docente nas áreas de fisioterapia em oncologia mamária, oncologia geral e saúde baseada em evidências no UNIFAE – SP.

Eletrotermofototerapia em Oncologia